sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Atenção malta sensível - digo "pilinha" neste post.

Kate Bosworth
Não sei o que há para não gostar em Pombal. Viver em Pombal é mesmo o máximo. Vejam: meia hora e estou em Leiria ou em Coimbra, perdida numa Zara ou a comer no h3. Demoro o mesmo que qualquer outro elemento da minha família (que vive toda em Lisboa) a chegar a um centro comercial. Uma hora e meia e estou em Lisboa ou no Porto. É cidade e é aldeia. E por isso mesmo, volta e meia damos de caras com coisas fantásticas. Por exemplo: saio de casa com o telemóvel na mão, onde estou a ver o meu mail, olho para a frente e eis que tenho ovelhas a pastar junto ao meu carro. Ou como da outra vez, em que a caminho de casa, a Mana Lamparina avistou três javalis bebés. Parámos o carro, aproximámo-nos e tirámos fotos, sem que eles fugissem e com a sorte de a mãe não ter vindo defender as suas crias. Hoje vi algo muito melhor. Algo que me fez rir a bandeiras despregadas*. Algo que quase resultou num despiste da minha viatura. Mais uma vez, a caminho de casa. Vi um homem a empurrar a sua bicicleta, carregadérrima, super pesada. Em esforço, subia a rua com sacos às costas e as calças a cair, já pelos joelhos. No lugar dos boxers, um cuecão ao melhor estilo saco do pão. Pareceu-me uma camisa atada à cintura, para tapar o rabo e a pilinha. Aos quadrados, muito trendy. Ele andava assim, eu abri a boca e os olhos e esqueci-me de que estava ao volante. Ainda agarrei na máquina fotográfica, mas tive pena, porque olhando bem, talvez fosse um mendigo. Enfim, achei que iam gostar de saber disto.


*Nunca percebi esta expressão. "Rir a bandeiras"? "Despregadas"? Porque não "rir até soltar as bandeiras com a projecção louca de ar que saía da minha boca devido à pujança das gargalhadas"?

3 comentários:

João Gante disse...

«Bandeiras despregadas» significa «velas (dos navios) ao vento», «bandeiras desfraldadas» ou «bandeiras ao vento». A expressão «rir a bandeiras despregadas» significa «rir aberta e sinceramente como nos dias de festa». É fácil compreender que as bandeiras podem estar atadas antes dos dias festivos para não se rasgarem. Chegado o dia marcado para a festa, as bandeiras são desatadas para serem agitadas pelo vento.

Daqui, Mô
http://ciberduvidas.sapo.pt/pergunta.php?id=19134

Jpimentel disse...

Ir comer ao h3 também gosto, mas só se a seguir passar pelo Mac :D

menina lamparina disse...

João: brigada, mô*

JPimentel: tu não tens um estômago. Tens um saco do Pai Natal. lol