terça-feira, 27 de março de 2012

da Imundície.

Kate Bosworth
Há pessoas que não gostam de um banhinho de quando em vez. E eu até podia ser uma pessoa compreensiva, mas não sou. Temos pena. E não me venham com histórias, que a falta de tempo ou de dinheiro nunca serviram de desculpa para a porcalhice eu sei que o vocábulo não existe, mas gosto de o usar mesmo assim. Eu cá acho que ninguém parece bem sem um bom banho tomado. A higiene não é uma alternativa. É básico. E não conheço ninguém que seja tido como lindinho, interessante ou giro se tiver o cabelo seboso e as unhas cheias de caca. Não é preciso uma dose imensa de make up nem cabeleireiros com força para estar bem, nada disso... mas há um mínimo de apresentação que revela respeito - por nós e pelos outros. Dentes, mãos e cabelos. Têm que estar imaculados. Demasiado exigente? Don't think so. Dentes branquinhos, mãos limpas (não é requerida cor da moda na unha) com unhas sem vestígios de sujidade e cabelo que não remeta para uma almotolia. Simples. Como até sou amiguinha, deixo a dica dos shampoos secos. Eu própria já experimentei o da Syoss (ajuda quando sabemos que ao final do dia o cabelo não vai estar tão fantástico como de manhã nos parece). Já não há desculpas.

6 comentários:

Se eu pudesse escrevia um livro disse...

Já dizia a minha avó, antes pobre que porca :D

Beadelicious disse...

Concordo tanto! Então quando se anda diariamente de transportes públicos toma-se consciência de como ha pessoas que desconhecem essa necessidade... =/
Caso para dizer.. "Um banho por dia (pelo menos), nem sabe o bem que lhe fazia"! =)

Ao Virar da Esquina disse...

Nem me fales nisso! Então quando temos que trabalhar diariamente com pessoas que cheiram mal é um suplicio. E depois quem é que lhes diz, já tomavas um banhinho e um desodorizante nunca fez mal a ng?
E agora com o calor a chegar...

Imperatriz Sissi disse...

Lamparina, quem é o porco que inspirou este post?
Conheço uma certa pessoa que é assim, pretende andar "féchion" e provocante mas a fama malcheirosa já ninguém lhe tira. E Su, já trabalhei com um colega que insistia em não tomar banho, nem lavar os dentes... nem me quero lembrar do sacrifício. Certa vez perdeu uma meia no carro de serviço e foi o medo dos medos!
Subscrevo inteiramente o engraçadíssimo comentário da "Se eu pudesse escrevia um livro". Não conhecia a expressão mas fica registada!

Ana Bauer disse...

Até há pessoas, que eu bem conheço, que tomam banhinho, mas não lavam a roupa, andam semanas e semanas sem lhe pôr uma gota de água e certas peças tais como lenços guardam-nas sem lavar no armário até à estação seguinte! Nem se pode chegar perto dessa malta! Mas por fora parecem muito bem apresentadas, mas é só mesmo para inglês ver.

menina lamparina disse...

Sempre ouvi isso, Se pudesse escrevia um livro. Da minha avó, também. :D

LOL Beadelicious!!! :D

Su, tive uma colega de curso que teve a ousadia de dizer isso a uma outra de quem nem os professores se queriam aproximar! :D Acho que é preciso uma coragem imensa, eu cá não sou capaz... lol

Imperatriz Sissi, foi mesmo uma porca AHAHAHAHAHAHAH! :D Sei desse colega de que falas e não compreendo como é possível andar assim. Que desconforto! Bleargh.

Que horror, Ana Bauer! Ahahahahah conhecemos muita porcalhice, estou a ver! LOL :D

Beijinhos*