terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Sinto-me velha quando me lembro destas coisas.

Quando somos pequeninos, queremos coisas sem que tenhamos noção da sua importância, do seu preço ou da sua utilidade.
Nesta altura em que ando para aqui a dar-vos sugestões de presentes, em que tenho a minha wishlist aí em cima e tal, tenho tendência a recordar-me de coisas que pedi e que nunca tive. Uma delas foi uma televisão portátil como esta. Sabem para quê? Para ver televisão durante as longas viagens de carro, que ir a Lisboa não demorava uma hora e meia como agora. Nunca cheguei a tê-la e ainda bem, já que dificilmente seria cumprido o meu propósito, que o sinal devia ser fraquinho e a antena pouco potente (isto não funcionava por satélite).

6 comentários:

M.I. disse...

e isto faz-me lembrar o meu querido avô! ele tinha uma coisinha destas e eu adorava andar a brincar com ela. tens razão aquilo já há uns bons 15 anos tinha uma imagem péssima, cheia de "chuva". mas era fofinha fofinha.
que memórias!

Anónimo disse...

Olá

Errado :)... um dia emprestaram-me um e até dava muito bem!

Além disso estas coisas não me fazem velho. Quando olho para elas e as comparo com as de hoje só penso no que ainda está para vir :)

Assinado: Mano

Malas e Sapatitos disse...

Xi... também me lembro dessas coisas...

menina lamparina disse...

Ooooh M.I., que brutal! :D Beijinho*

Maninho, parece que estes aparelhos existiram há séculos! Desculpa lá, mas estou mesmo cota - já nem se fazem cassetes nem disquetes! xD Beijinho cheio de saudades*

Sofia, e eu que achei que ninguém ia fazer ideia do que falava... :D Beijinho*

Tamborim Zim disse...

Ó Lamparina achei esta evocação uma fofura:))

menina lamparina disse...

Sabes, Tamborim... esta altura do ano traz-me sempre memórias antiiiiiiiigas. Fico mesmo nostálgica.
Beijinho*