quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Desta vez portei-me muito bem!

Lembram-se deste post? Desta vez, não houve senhor salvador da Brisa que me pudesse acudir, dado que o bicho (vamos chamar-lhe mamute, porque apesar de muita gente achar que sim, especialmente estudantes do ensino superior já não existem e não se vão sentir ofendidos. Além disso, parece menos estranho que dizer "tenho medo do mamute" do que "tenho medo do bicho". Como não quero dizer o nome do dito bicho, chamar-lhe-ei de mamute. Muito melhor.)... bom, dizia eu que ele me apareceu na banheira. O mamute. Apareceu-me um mamute na banheira.

Tudo aconteceu quando depois de um dia muito longo e cansativo, decidi ir tomar um banho quentinho. Um momento para mim, para descansar e relaxar antes de jantar. Sabe tão bem...
Decidi lavar o cabelo, para depois o deixar secar ao natural. Estava a curtir o cheirinho do shampoo, a massajar o couro cabeludo tranquilamente.
Quando me viro para o chuveiro, para retirar o shampoo...
...lá estava o mamute. Não estava na parede nem no tecto. Estava a flutuar. Mesmo diante dos meus olhos. Por ser tão leve, o vapor de água deve dotá-lo de capacidades voadoras.
Procuro a saída mais rápida e distante do mamute. Não podia passar por ele. Oh meu Deus, ainda por cima estou sozinha em casa! Sem medo de molhar o chão do quarto-de-banho, lanço o meu corpo desnudado para fora da banheira. O pânico terá ajudado ao meu perfeito e acrobático equilíbrio. Cá fora, guinchos e gritos. Como é que vou matar este mamute flutuante? Tenho que terminar o meu banho, mas a banheira é demasiado pequena para que eu e o mamute possamos ali coexistir.
Depois de pensar um bocadinho, puxar pela cabeça e reflectir mais um pouco, tentei agarrar no chuveiro e apontar directamente para o mamute. Pus a água o mais quente possível, queria afogá-lo e também queimá-lo muito depressa. O meu instinto assassino no auge! Gostei.
Senti-me uma diva na mesma, mas super corajosa! Depois de encaminhar o mamute para o ralo, pude voltar para o meu banhinho e continuar nos afazeres da beleza.

7 comentários:

m'ribeiro disse...

esse tal de "mamute" são aranhas ? beijinhos

Miss Pink disse...

ahahahah fartei-me de rir com descrição..és mesmo engraçada a relatar as aventuras que tens com o raio do "mamute". Mas..como sempre, o bem é que ganha e conseguiste terminar o teu momento "zen/beleza". Gostei da montagem da Super womana Paris Hilton ahahaha Adorei o post, fartei-me de rir a lê-lo.

Que o mamute em 2012 não te apareça mais na tua banheira...Hum, será que ele depois não voltará pelo ralo acima para um próximo capítulo? Pensa nisso! LOOoooL Estou a brincar contigo =P

Beijinhos menina***

Tamborim Zim disse...

kkkk Lamparina, a primeira coisa q tenho de dizer é q até um mamute, sim sim, um mamute, pode ser gentilmente (vá lá, vá lá, respira fundo) apanhado com um pouco de papel e atirado pela janelita para respirar outros ares...Afinal, o mamute tem direito à vida. Mas tb devo confessar q a tua aventura no "banheiro" foi fabulosamente narrada e ilustrada! Mas Lamparina...recorda-te...um papelinho Lamparina, um poucohinho de papelinho (vá, calma, calma rsrs).

Malas e Sapatitos disse...

Muito engraçada!

Imperatriz Sissi disse...

E eu que me julgava a pior desgraçada do mundo com as centopeias e com a aranha tigrada em cima da pantufa! Tomar banho com aranhões...se a moda pega ainda copiam esse número para o Circo Chen!
Mas concordo com a Tamborim, pega-se por uma pata e rua, se houver coragem ;)

Anónimo disse...

Olá Mana

Já escrevi isto noutro no Lolly Taste... Se eu fosse o Harry Potter tinha o feitiço certo para ti: Arania Exumai
Adorei a tua aventura e tenho muito orgulho na minha mana que faz ver o David Attenborough nas suas façanhas para o National Geographic.

Beijo e que essas surpresas acabem

Bart

menina lamparina disse...

m'ribeiro, tenho dificuldade em dizer. Tenho tanto medo que pessoas parvas leiam isto e se lembrem de me pregar partidas estúpidas, que só confesso a minha fobia ao ouvido... se estivesses aqui ao meu lado, dir-te-ia. Tenho mesmo medo de escrever. É um bicho. Desculpa... :/ (mas sim, são lol)

Miss Pink, não volta pelo ralo porque eu afoguei-o e sei que o mamute foi pelo cano já bem morto... eheheheh Obrigada pelo teu desejo para o meu 2012, querida. Mesmo! :D

Não consigo, Tamborim. As fobias não são racionais. Esta façanha já foi heróica. Noutros tempos, teria ficado nua e de shampoo no cabelo à espera que alguém me fosse salvar. Baby steps! :D

Lol ainda bem que achaste, Sofia. :D

Não há, Imperatriz Sissi. Não há coragem. Só medo... :S

Maninho, ainda bem que te orgulhas desta mana valentona que até mata mamutes!! :D :*

Beijinhos*