quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Este ano está a servir para aprender...


Erin Wasson
 ...que não está nas minhas mãos o poder de fazer tudo acontecer. Que não sou poderosa como pensava. Que não tenho a capacidade de controlar tudo. Há coisas que não posso ou não consigo resolver. É tão frustrante sabê-lo, que senti-lo me deixa numa angústia absurda. A única coisa que controlo são as lágrimas que verto por causa disso. As vezes que me fecho no quarto. O tempo que passo à janela a fumar.
Ser adulta não me tirou essa vontade de ter sempre as rédeas na mão nem acabou com a revolta que vem à superfície quando me roubam o chão e o tecto.

2 comentários:

M.I. disse...

"As vezes que me fecho no quarto. O tempo que passo à janela a fumar.
Ser adulta não me tirou essa vontade de ter sempre as rédeas na mão nem acabou com a revolta que vem à superfície quando me roubam o chão e o tecto."

nem tu sabes quanto me revejo nas tuas palavras. mais uma vez sempre certa Ana ;)

beijinho

menina lamparina disse...

Estamos com muitas coincidências, M.I.! Ainda hoje comentei algo idêntico no teu blog... :)
O paralelismo das vidas deixa-me sempre surpreendida.

Beijinho :)*