quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Hoje o Querida Júlia, amanhã o Mundo!

Georgia Jagger
O telemóvel estava em silêncio e começa a vibrar. Sei que é uma chamada, pela insistência daquele zunido irritante, mas não me levanto para ir ver quem quer falar comigo nem atendo, porque estou à mesa e a hora da refeição é sagrada.
- Não atendes, Menina Lamparina? - pergunta a minha mãe - Pode ser trabalho!
- Eu depois devolvo a chamada, agora estou à mesa.

Terminado o almoço, peguei no telemóvel que estava pousado sobre a lareira. Não conhecia o número começado por 96 e por isso, liguei.
Do outro lado, ouço a música do genérico do Biggest Loser português, vulgo Peso Pesado. A voz de um homem, que me era familiar, anuncia: "Está a ligar para a SIC. A sua chamada será atendida dentro de momentos."
"WTF?? SIC?? Porque é que me ligaram da..." - ainda estava a terminar o meu pensamento surpreendido quando surge a voz de uma jovem:
- Boa tarde, está a ligar para a SIC, em que posso ajudar?
- Boa tarde... err... eu tinha aqui uma chamada deste número...
- Então aconselho-a a aguardar que a contactem novamente. Este é o número geral.

Cortesias à parte, lá acabou o telefonema e pude começar a gritar histericamente, sem que os meus amados progenitores compreendessem a razão para tanto alarido:
- Ohhh Emeeee Geeeee!!! E se eles agora não ligam? Vou arrepender-me para o resto da vida de não ter atendido a chamada, meu DEUUUUS o que poderia a SIC querer de mim??

O drama prosseguiu, pulinhos, mãos suadas, pânico e ansiedade transformada em risos cortados pelo "Eu bem te avisei" da mamã, até que o telemóvel volta a tocar. Era o tal 96. Atendo, com a voz mais calma que consegui simular:
- Estou?
- Olá boa tarde, estou a falar com a Anablábláblá?
- Sim, é a própria(*). - respondi, enquanto na minha cabeça, ecoavam gritos: "ELES SABEM O MEU NOME?!"

Eles sabiam o meu nome por causa disto, lembram-se? Pois, logo vi que ninguém ia ligar nenhuma a esse post. Whatever. Acharam a minha história muito gira, ai que fez uma tatuagem por causa de uma música, que interessante, que rebelde, que extreme, que lamechice, que coiso e então queriam que eu fosse à Querida Júlia contar tudo. Eu no Querida Júlia? Really? Tipo... lol? Querida Júlia? Eu? De manhã? No Querida Júlia? Com a Júlia Pinheiro? Eu?(**)

Bom, como o target do programa não envolve jovens de 26 anos, a minha estreia televisiva ficou adiada. Quando utilizarem o tema num programa mais virado para a minha faixa etária, pode ser que a menina vá à televisão expor a sua dramática vivência amorosa. Estou nos arquivos.


(*) a própria quê? A própria pessoa? A própria, man? A sério? Porque não dizemos "Sim, sou eu"??
(**) Adorava ir lá e fazer uma grand entrance no plateau a cantar este som: uhUHuhUHuhUHuhUHuuuuuhUH Júlia Pinheiroo! :D

4 comentários:

Malas e Sapatitos disse...

Boa! E pode ser que surjam contactos de trabalho ;)

menina lamparina disse...

ahahahahah isso já são voos muito altos para quem ainda anda a pensar no que há-de fazer da vida, Malas e Sapatitos!

:)*

Tamborim Zim disse...

Uau! Avisa q nos terás a ver-te, quais telespectadoras "urradeiras". Go Lamparina;)

menina lamparina disse...

Ahahahah xD Adorei esse apoio todo! :D

Obrigadinha, sim?

Beijinho*