segunda-feira, 18 de abril de 2011

Sou muito espertinha

Khloe Kardashian
e por isso, assim que pressinto uma surpresa no ar, desato a desconstruir comportamentos e a analisar à lupa cada afirmação que me parece suspeita. Armo-me em Sherlock Holmes, estou sempre a deduzir, crio novas expectativas, analiso cada pormenor ao milímetro. Na verdade, acabo sempre por descobrir o que quero. Tenho uma tia que me costuma dizer: "Tu nasceste mesmo jornalista, Menina Lamparina!". Talvez.
Sou um bocado chata, sei que sim.
Mas não consigo evitar. Não consigo ficar à espera para ver.
Desde pequenina que sou assim. Em menina, já descobria os presentes de Natal antes da noite da consoada. Sabia que era errado, mas a curiosidade não me deixava recuar. Foi um problema para os meus pais - ainda hoje é - porque os presentes não podiam ficar na mesma casa que eu, por mais cuidado que tivessem. Com o tempo, aprenderam a esconder-me o que não querem que descubra e já sou surpreendida em ocasiões como o aniversário, por exemplo.
O meu namorado, por sua vez, não tem jeito nenhum para mentir. Não consegue. É franco. Desboca-se. No entanto, quando me prepara alguma surpresa, torna-se num túmulo. Apanha-me sempre. Para mim, é tramado. Por mais que tente, não consigo dar-lhe a volta.

3 comentários:

João Gante disse...

Sinto-me vítima de rapto extraterrestre, de tão dissecado.

João Gante disse...

Sem a parte da sonda, claro.

menina lamparina disse...

lol e és parvo. :*