sexta-feira, 18 de março de 2011

Mexe comigo #10

Audrey Hepburn
Não porque a ache excepcionalmente bonita, mas porque a considero naturalmente elegante. O ballet e a herança aristocrática que recebeu da mãe deverão ter influenciado essa postura.
A sua figura surge estampada em porta-moedas, malas, t-shirts, isqueiros ou posters. Talvez a sua popularidade se tenha imortalizado por ser considerada pelo American Film Institute um ícone de estilo e a terceira maior lenda feminina do cinema. Audrey Hepburn é mais que isso. Nascida na Bélgica, foi actriz e modelo. Foi com a sua interpretação em A princesa e o plebeu que ganhou o Óscar de melhor actriz, mas foi com Breakfast at Tiffany's que integrou o imaginário de todos. A idade não a tornou feia e deixou-lhe marcada a nobreza no porte, aliada à simplicidade do seu genuíno sorriso. Mexe comigo pela graça. Por ser tão mimosa. Por ser tão perfeitinha.

4 comentários:

Imperatriz Sissi disse...

É um ícone obrigatório, e a prova de que um belo porte é meia toilette andada..
Segundo li há tempos, a sua elegância não se deveu apenas ao ballet, mas à desnutrição durante a 2ª Guerra Mundial. Mesmo sendo de famílias muito boas, não se livrou de passar algumas privações sérias. Parece que era rechonchudinha na adolescência (custa a crer) mas depois disso ficou sempre esguia e frágil como um passarinho...

menina lamparina disse...

Tadinha, não fazia ideia... :/ Que horror.

Happy Bunette disse...

É uma gracinha ela, é como dizes é tão perfeitinha, também não fazia ideia das privações... =(

Gostei de conhecer o blog ;)

XoXo ♥ Happy Brunette~

happy-brunette.blogspot.com

menina lamparina disse...

Olá e bem-vinda, Happy :)

Gostaste de conhecer o blog, ele gosta de te ter por cá... vou espreitar o teu.

Beijinho*