terça-feira, 4 de janeiro de 2011

A melhor amiga do namorado


Vanessa, Serena & Dan, Gossip Girl

é, à primeira vista, um ódio de estimação do qual nunca nos vamos ver livres. Novidade: nem sempre tem de ser assim. Parte das duas mulheres da vida dele saberem gerir a relação sem interferir no espaço da outra. E não é assim tão complicado como pode parecer. Eu própria já estive várias vezes no lugar da amiga dele. O melhor a fazer é mesmo tomar a iniciativa... imaginei que fosse chato ligar ao meu namorado e ouvir sempre que ele estava com a amiga no cinema, com a amiga nas compras, a jantar com a amiga, em casa da amiga, a tomar café com a amiga... então sugeri-lhe que me levasse a conhecer a namorada, para que ela não me visse como uma ameaça, que nunca pretendi ser. Com muitas delas, mesmo depois de terminados os namoros, a minha relação manteve-se intacta até aos dias de hoje. Como mulheres, sabemos bem como passar a imagem real e correcta, sem palavras dizermos "sei que o que vos une é especial e não estou aqui para prejudicar, porque sei qual é o meu papel, ok?". Porém, nem todas as mulheres são umas fofas como eu e há, de facto, quem não se saiba pôr no seu lugar. E é ai que a porca torce o rabo. Meninas, nada de deixar espaço livre para essas víboras. Se elas não respeitam o vosso espaço e interferem, causando esse desconforto que vos faz acenar com a cabecinha enquanto me lêem, toca a tomar uma atitude. Com tacto, jeitinho e muito amor, as coisas ganham forma. Convém não dar bandeira e fazer tudo pela calada... Nestas coisas a habilidade feminina funciona melhor sem o conhecimento deles, por isso, procurem uma pessoa para desabafar que não o vosso amoreco. É que se ele confia mesmo na melhor amiga, é gajo para lhe ir falar do vosso desagrado... vão por mim, que sei do que falo. Conheço pessoas que não podem dar um peidinho que o namorado vai logo contar à melhor amiga. E não há nada mais irritante, não é? Pois.

2 comentários:

M.I. disse...

então e o melhor amigo da namorada?? porque ai é que me parece que a porca torce mesmo o rabo! ou há homens que aceitam ou há outros que vêm no amigo um autêntico cavalo de troia cheio de segundas intenções. um tema imenso
*

menina lamparina disse...

É verdade, sim senhor, mas sempre fiz questão de deixar as coisas bem claras: nas minhas amizades, ninguém toca. Nem o namorado. Assim, só têm mesmo que aceitar e saber viver com isso. Por sorte, acabam sempre por se dar bem e não há cá pão para malucos. Acho que a intermediária (nós, neste caso), ou seja, a pessoa que os liga de algum modo, tem um papel muito importante no meio de tudo isto... que é tema para muitos posts, sim!

:)*