quarta-feira, 23 de maio de 2012

Medo.

Eva Mendes
Vocês sabem que toda eu sou Verão, que adoro bom tempo e blá blá blá. Mas morro de medo desta altura de transição, em que vejo malta de botas acima do joelho e blusão de cabedal na mesma mesa de café que pessoas de sandaloca e vestidinho primaveril. Não, não é a dicotomia que me repugna. São as figurinhas que começam a aparecer por aí. Andam mais ou menos tapadas durante a maior parte do ano e é nesta altura que perdem a vergonha e despontam um pouco por todo o lado como as flores, estão a ver?. É a loucura, minha gente! Os pneus a saltar por todo o lado, as banhocas apertadas naqueles tecidos manhosos, mamas com vida própria, prontas a abandonar o soutien com alças de silicone e dois números abaixo do desejável... e os braços, senhores. E os pés, senhores. Ai.

2 comentários:

Ao Virar da Esquina disse...

Eu tb tenho medo de pés com calos e peles e de braços com casca de laranja...

AvoGI disse...

engraçado que estava eu a imaginar um poste asism: vê-se ainda pessoas s com sobretudos, botas de neve e ao lado de umas já descascadas com os penus À vista
kis .=)