segunda-feira, 16 de abril de 2012

Química.

Katy Perry
E aquelas pessoas com quem pouco falámos, mas que podíamos conhecer há tanto, tanto tempo? Com quem queremos estar só porque gostamos, simpatizamos, apreciamos. Sentimos curiosidade, queremos saber, queremos ouvir, queremos mostrar, dar, partilhar, receber. Como se nos sentíssemos atraídos pelo que já sabemos existir. A pessoa pode ser homem ou mulher, mais velha ou mais nova, não interessa. Acho que a energia que emanam complementa a nossa e talvez por isso surjam relacionamentos, amizades, paixões ou amores. Só boas surpresas. Gosto muito mais quando acontece assim. Não gosto nada de antipatias.

5 comentários:

Maria disse...

este fim de semana conheci algumas pessoas pelas quais senti essa empatia :)

bjo**

http://makeupblah.blogspot.pt/

Joa disse...

e é tão bom!!

Bekas disse...

Sim é verdade... entendo prefeitamente o que dizes! A verdade é que isso me aconteceu recentemente, no meu ginásio... sei que é um sitio meio estranho, mas a verdade é que simpatizei com uma rapariga que vai sempre Às mesmas aulas que eu, com quem me tenho cruzado imensas vezes pela rua, mas a verdade é que como não a conheço não a vou abordar só porque sim! Mas a verdade é que acho que podiamos ser grandes amigas, não sei porque!

http://atitudesimprovaveis.blogspot.pt/

Fiona disse...

Sem dúvida que prefiro muito mais essa química boa e positiva do que sentir antipatia logo desde o início. Somos iguais :)

kari disse...

Just good for good :)