terça-feira, 21 de junho de 2011

da Clinique.

Ela apanhou a flor do header.
Quando vi o mail da Maria João, Relações Públicas da Clinique, fiquei admirada. A Menina Lamparina nunca teve ambições de tornar o seu blog num daqueles grandes, com mil seguidores e outras tantas visitas, em que os comentários têm de ser submetidos a moderação. Não imagino o Lamparina com publicidades nem passatempos em que as pessoas reclamam por tudo e por nada. Nunca me imaginei a publicar looks, submetendo-me ao escrutínio alheio. Por tudo isto, senti-me na obrigação de avisar a Maria João de que talvez não estivesse à altura de uma Mónica Lice, uma Ana Mesquita ou uma Miúda dos Saltos Altos, para falar sobre os meus Must-Haves no blog da marca. Por outro lado, fui uma das seis Clinique Girls, logo, não havia porque não participar, dando protagonismo aos meus produtos preferidos. Fica o link, à direita, para o post com a mais amorosa introdução que poderia ter tido. Acabei por ficar orgulhosa, no momento que se seguiu à timidez. Obrigada à Clinique, por me estar sempre a mimar. Porque a marca não é apenas a eficácia dos produtos nem a relação qualidade/preço. São as pessoas que a representam e que nos fazem humanizá-la.

2 comentários:

Joaninha.porto disse...

"Porque a marca não é apenas a eficácia dos produtos nem a relação qualidade/preço. São as pessoas que a representam e que nos fazem humanizá-la." - nesta frase disseste tudo. É tão verdade :)

menina lamparina disse...

É, não é? A boa experiência que temos com quem dá a cara por uma marca liga-nos e fideliza-nos mais aos produtos que os bons resultados que obtemos. Ou talvez eu seja demasiado emotiva ahahahah :D

Beijinho*