terça-feira, 30 de novembro de 2010

Pelo amor aos sapatos.

Victoria Beckham
Adoro sapatos, os meus e os que ainda não me pertencem. E fico triste quando os vejo estragarem-se. Habituei-me, desde a altura em que tirei a carta, a conduzir afastada do volante, porque os meus pais insistiam para que assim fosse - que podia ter um acidente e ficar encarcerada e que horror que seria, as minhas perninhas, cruzes credo. Segui o conselho, não fosse o Diabo tecê-las, mas a verdade e que dou cabo dos calcanhares de todos os meus sapatos de salto alto. Ficam como se os tivesse raspado no alcatrão. Não interessa se são de camurça ou de pele, basta terem o salto alto. Na primeira semana de uso, notam-se logo os sinais de quem passa os dias armada em camionista. Hoje decidi que sempre que calçar sapatos que não rasos, vou conduzir junto ao volante, porque assim não toco com os calcanhares no chão. É triste ter que pensar em tanta coisa, em vez de me focar na condução, mas ser mulher é mesmo isto.

2 comentários:

Queen of Drama disse...

hehe...Ser mulher é maravilhoso, conseguimos pensar em tudo ;)

Eu ainda não conduzo mas e se colocasses uns sapatos rasos no carro. Depois era só trocar...assim seguias o conselho dos teus pais e evitavas problemas maiores.

Jinhos*
P.S-nem sempre comomento, mas estou sempre por aqui, keep up the good work

menina lamparina disse...

Oiii*

Essa sugestão parece-me excelente, mas já viste o trabalho que eu teria a trocar de sapatos de cada vez que entro e saio do carro? lol

Beiju*
e obrigada por apareceres, as portas estão sempre abertas para ti!