quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Momentos iluminados da Mana Lamparina

Elizabeth Olsen
Desde a semana passada que não se calava com aquilo: "Quero ir ao teatro. Vamos ao teatro? Mana, quero tanto ir ao teatro!"
Disse-nos que era dia 16, às 21h30m. Deglutimos o jantar a correr e saímos de casa, apressados. Chegámos ao Teatro e... nada. Ninguém nas bilheteiras. "Devemos estar atrasadíssimos!" Ninguém à porta da sala de espectáculos, cuja porta estava trancada. Subo a correr até ao piso superior onde encontro as funcionárias do café, mas ninguém ouvira falar de peça alguma. Depois de verificar que os auditórios mais pequenos do edifício estavam também sem sinais de movimento humano, decidi telefonar para uma fonte segura: a directora do Teatro Amador que iria apresentar a tão ansiada peça. E foi enquanto falava com ela que olhei pela décima terceira vez para um cartaz afixado à porta que dizia, de facto, que no dia 16 seria apresentada uma peça naquele lugar. Dia 16 do próximo mês.

3 comentários:

Vanessa disse...

hiihih, eu ficava piurça, fazerem-me correr e depois pimbas, bater com o nariz na porta!!

S disse...

Acontece aos melhores... :)
Bj S

amiga da onça disse...

Looooooooooooooool